Poéticas do Movimento


23/01/2013


afazeres



acender pavão desnutrido. voltear argolas de sono. preparar contos do vigário (para o vigarista bêbado da esquina). sustentar olhar hipopótamo. mergulhar gotas, orvalho. desligar turbinas de avião caído muito antes de ontem. dormir. acordar. dormir outra vez. viajar nua pela janela quebrada. comprar pão - é preciso comer pão pela manhã. com café. conjugar. conversar. apalpar. sentar. olhar olhos de amante. separar. chover na chuva no molhado. cuidado. cuidar. semear escada abaixo. escutar. bater à sua porta sem sentido. ouvir gemido. ovo mexido. menos café, menos. olhar buraco de fechadura. contar para todo mundo o que não vi. assoar o nariz três vezes. perguntar por você. pedir ao vento que volte. beijar a face de uma criança. sorrir melancolia. voltar ao centro. fechar os olhos. sumi.




gmm, 22/01/13 

Escrito por Gislene Macêdo às 00h49
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Perfil

Meu perfil
BRASIL, Nordeste, Mulher

Histórico