"Devaneando"

Autor: GMM

Buscar na Web "GMM"

Quando: Sampa, 2001

De passagem Nesse sábado tão ensolarado, havia muitas pessoas nas ruas. A cidade morna, espalhava uma preguiça previsível. No vai-e-vem, os passos surtiam efeitos surreais. Meninas, mulheres e senhoras, arrumadas, descalças, pisavam o chão quase sem tocá-lo. Levitavam ao calor do sol. Cervejas geladíssimas enfeitavam as mesas. Sorrisos soltos, olhos entorpecidos, conversa fiada no bar apinhado de um vazio coletivo, faziam da tarde escaldante um cenário continental. Vista assim, de longe, a vida parecia quase normal. Os carros, lentos, fechavam cruzamentos, deixavam-se ficar contemplando o sinal verde. Imóveis. Até as buzinas pareciam abafadas. Não as escutavam. Entre um momento e outro, ficavam ali ausentes do horror diário de um viver sem sentido, sem sentir.